Auxílio Brasil – Veja Como se Inscrever e Participar do Benefício

Anúncio
Anúncio

O Auxílio Brasil será pago a partir da próxima semana para 17 milhões de brasileiros. O governo federal já confirmou a inclusão de 2,7 milhões de famílias no programa a partir de janeiro.

Ano passo o benefício ficou restrito para quem já fazia parte do Bolsa Família. Com isso, muitos brasileiros querem saber como se cadastrar no auxílio Brasil 2022.

Antes de tudo é necessário explicar o que o governo não abriu a prazo de inscrição no Auxilio Brasil.

Anúncio
Anúncio

As novas famílias aprovadas para ingressar no programa já foram elegíveis para receber o antigo benefício (Bolsa Família) mas aguardavam na fila de espera do programa.

Agora, com a ampliação do orçamento para 2022, o governo afirma que foi possível zerar essa fila e estender assim o Auxílio Brasil para novos grupos.

Auxílio Brasil e cadastro Único

As novas famílias do Auxílio Brasil que já faziam parte do Cadastro Único e que se encaixam nas regras do novo programa social, os dois pontos essenciais para ter o direito do novo beneficio social.

Ao longo desse ano o Ministério da Cidadania vai continuar analisando mensalmente a base de cadastros para incluir novas famílias.

Anúncio
Anúncio

Por esse motivo o cidadão deve ficar atento aos requisitos para ingressar no programa.

As regras do Benefício

Para se inscrever no programa Auxílio Brasil em 2022, a família deve estar cadastrada no Cadastro Único (CadÚnico) e atender a um dos grupos determinados pelo governo com base na faixa de renda.

Famílias em situação de extrema pobreza. Domicílios cuja renda familiar mensal per capita (por pessoa) não ultrapasse R$ 105,00 e R$ 210,00;

Famílias em estado de pobreza. As famílias já participantes do programa e com renda acima da linha de pobreza (R$ 200) permanecerão no Distrito Auxiliar brasileiro por mais 2 anos. Desde que a renda familiar mensal per capita não ultrapasse duas vezes e meia a linha da pobreza, que é de 500,00 reais.

Anúncio
Anúncio

Famílias em regra de emancipação. As famílias que já participam do programa cuja a renda ultrapassou o valor da linha de pobreza (R$ 200) permanecerão no Auxílio Brasil por mais 2 anos. Desde que a Renda familiar mensal per capita não supere às duas vezes e a meia do valor da linha de pobreza, ou seja, R$ 500,00.

Dessa forma. O governo ressaltou que o ingresso no CadÚnico não seria aprovado de imediato no Auxílio Brasil. A entrada das famílias dependerá de questões orçamentárias. E atualizações de informações no banco de dados.

As famílias com dados inconscientes no Cadastro Único poderão ser impedidas de ingressar no Programa até que sejam sanadas com as inconsistências identificadas.

O valor do auxílio Brasil em 2022

O valor do  Auxílio Brasil varia de acordo com a composição de cada família. No ano passado, porém, o governo federal decidiu que até dezembro de 2022, todas as famílias devem receber um valor mínimo mensal de 400 reais.

Portanto. O subsídio mensal é calculado com base em cada benefício que constitui o Auxílio Brasil. Conheça os benefícios e seu valor:

Benefício Primeira Infância (BPI): R$ 130,00 por filho para famílias. Com filhos de 0 (zero) a 36 (trinta e seis) meses incompletos.

Benefício Formação Familiar (BCF): R$ 65,00 por pessoa para famílias com gestantes. E/ou pessoas entre 3 (três) e 21 (vinte e um).

Benefício de Superação da Pobreza Extrema (BSP). Os valores dos benefícios são calculados caso a caso. Sua família recebeu a quantia necessária para superar a linha de extrema pobreza. Fixada em R$ 100,00 por pessoa por mês.

Portanto. Além desses benefícios, o programa também pagará o benefício Compensatório de transição, para as famílias beneficiarias do Bolsa família.

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.